Uma história de amor à distância

Um relacionamento a distância é cheio de desafios, mas a Amanda e o Yago são provas de que é possível.

Você já se perguntou como seria ter um relacionamento com alguém que mora longe? Provavelmente a frase “não existe distância para o amor” seja uma das mais faladas por quem vive ou viveu algum relacionamento à distância.

Nós gostaríamos de avisar que essa frase é verdadeira. Fazer parte de uma história de amor é gratificante, então resolvemos compartilhar com vocês para provar que não existe distância para o amor.

O início de uma história de amor

Esses dias, recebemos no Instagram da Expresso União a linda história de amor protagonizada pela Amanda Christina, criadora de conteúdo, de 25 anos, e Yago Patrick, técnico em planejamento e mentor, de 27 anos.

A Amanda nos contou um pouco do início do relacionamento dos dois: “Eu sou de Brasília e ele morava em Araxá, Minas Gerais. Nós nos conhecemos em 2014 pela internet. Na época, ele me achou por acaso no Instagram e foi me procurar no Facebook, e descobriu que lá nós já éramos amigos, porque o pai dele é de Brasília e era amigo da minha família, então tinha muito contato.

Nós já tínhamos nos visto pessoalmente em 2013, quando ele foi visitar o pai, mas não reparamos um no outro. Depois que ele descobriu que éramos amigos no Facebook começou a conversar comigo e, após dois meses, ele foi me conhecer, e aí entrou a Expresso União.”

É muito legal perceber a maneira que a internet nos conecta com quem está longe e deixa tudo mais fácil, não é mesmo? E os ônibus ajudam a encurtar as distâncias entre as pessoas.

O caminho

A primeira viagem para se conhecer de fato foi no dia 3 de maio de 2014, aniversário do Yago, e o namoro oficial começou em julho daquele ano. Com mais de 600 km de distância, é necessário todo um planejamento para poder matar a saudade da pessoa amada. Mas isso nunca foi problema para o casal apaixonado.

“Enquanto namorávamos eu fiz esse percurso apenas uma vez”, nos conta Amanda, e continua: “o Yago que sempre ia me ver, pelo menos uma vez por mês. Ele pegava folga no serviço na sexta-feira, então ele saía na quinta-feira à noite e chegava na sexta-feira de manhã, saindo às 19h de Araxá e chegando às 5h da manhã do outro dia em Brasília. No domingo ele ia embora e chegava na segunda-feira de manhã e ia direto para o trabalho. Durante o percurso ele costumava ir dormindo ou ouvindo música, já que estava cansado do dia de trabalho.”

Para Yago o trajeto era carregado de sentimentos: “O que me marcava no percurso era a ansiedade de chegar, para ver logo ela. Tanto que eu ia no ônibus vendo as fotos dela, conversando, em cada parada eu falava onde estava. Já na hora de voltar era aquele chororô, aquela angústia. Eu chorava no ônibus em umas duas cidades.” 

Histórias do caminho

Por mais de dois anos, a Expresso União conectou esse casal que morava longe, e entre as diversas viagens, sem dúvidas muita coisa deve ter acontecido que marcou a história deles. O Yago nos contou umas histórias bem legais:

“Uma vez tinha uma senhora sentada ao meu lado e ela perguntou o motivo pelo qual eu estava chorando, depois que falei ela me contou a história dela e disse para ficar firme, porque quando é amor de verdade a gente paga o preço, aceita viver isso e muito mais, tudo em prol da nossa alma gêmea.”

Além dessa história, ele contou alguns momentos inusitados que viveu e hoje dá risada quando lembra.

“Já aconteceu muitas coisas, quase ficar para trás e ter que sair quase correndo para pegar o ônibus…” e entre risadas do casal nos conta: “Já perdi o ônibus de propósito. É feio falar isso, mas eu não queria ir embora, sabe? Aí eu fiquei enrolando, enrolando, e como era meu pai que me levava na rodoviária eu falei: ‘vou enrolar aqui que não vai dá tempo de chegar por causa do trânsito, e assim, eu fico mais um dia”

Entre essas ‘loucuras de amor’, Yago quase perdeu o emprego, mas ganhou uma ótima história para contar.

O final das viagens de amor

As viagens de ônibus levaram o casal até o altar no dia 12 de outubro de 2016, e hoje eles moram juntos em Araxá, Minas Gerais.

“Tivemos mais duas viagens de ônibus depois de casados, fomos visitar meus pais.” Conta Amanda ao lembrar do trajeto que os dois fizeram juntos.

Por mais que o caminho fosse longo, o amor ajudava a romper todas as barreiras, e a Expresso União estava lá, participando da linda história da Amanda e do Yago.

E você, tem alguma história de viagem de ônibus para contar com a gente?

 

  

Compartilhe nas Redes Sociais
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Encontre

notícias relacionadas

Existem diversos estudos que comprovam que o melhor...

Viajar pelo Brasil é bom, mas viajar e...

As notícias

mais lidas

Monte nossos ônibus e se divirta em casa
O que considerar ao orçar uma viagem?
Qual é o seu estilo de viajante?
Posts por

categorias

Curiosidades
Uma história de amor à distância
Destaques
Uma história de amor à distância
Destinos
Uma história de amor à distância
Dicas
Uma história de amor à distância
Notícias
Uma história de amor à distância
Olhar do viajante
Uma história de amor à distância
Posts

por tags

Assine nossa newsletter e receba as novidades
Copyright © 2021 Vai de Mobifácil - Todos os direitos reservados